Território Ocupado
Organize uma exibição

Ainda não entendeu como funciona uma exibição no Videocamp? Clique aqui!

Cinema e Sal Apresenta:

Território Ocupado

Livre 2017 15min

pt

pt

O download deste filme está disponível para exibições via Videocamp. Organize sua exibição clicando aqui.

Ver trailer

Adolescentes da vila pesqueira Garapuá investigam a chegada de empreendimentos turísticos em sua comunidade, refletindo sobre a preservação do território e identidade. . O curta foi realizado coletivamente pelos jovens das oficinas "Cinema e Sal" , projeto de Cinema Comunitário e Educação Popular no arquipélago de Cairu-Bahia.

Dirigido por

Jovens da Comunidade de Garapuá-BA-BR, Direção Geral Projeto Cinema e Sal: Lara Belov

Produção

Lara Belov, Cecília Amado, Irá Santos, Natalie Hornos

Coprodução

--

Patrocínio

--

Apoio Oficial

Rumos Itaú Cultural

Categoria

Documentário

0 Avaliação
1 Exibições
40 audiência
40 aud.total
  • Online (YouTube, Vimeo, etc)
  • Exibições Públicas via VIDEOCAMP
  • Cinema
  • Sob Demanda (iTunes, Now, etc)
  • Outras mídias (DVD, Blu-ray, mídia kit, etc)

Saiba mais sobre o tema

Reportagem sobre Cinema e Sal

Reportagem Cinema e Sal - Globo

Reportagem sobre o Cinema e Sal Reportagem sobr o Cinema e Sal - Jornal A Tarde

Comentários

Ficha completa

Território Ocupado (2017)

Classificação etária: Livre

O download deste filme está disponível para exibições via Videocamp. Organize sua exibição clicando aqui.

Dirigido por Jovens da Comunidade de Garapuá-BA-BR Direção Geral Projeto Cinema e Sal: Lara Belov

Produção Lara Belov, Cecília Amado, Irá Santos, Natalie Hornos

Coprodução --

Patrocínio --

Apoio Oficial Rumos Itaú Cultural

Categoria Documentário

Tema Direitos Humanos Questões sociais Criança e Natureza

ODSs ODS 9 - Indústria, Inovação e Infraestrutura

Áudio e Legenda

Audio Portuguese

Legenda Portuguese

Closed Caption --

Audiodescrição --

Linguagem de Sinais --

Sinopse

Adolescentes da vila pesqueira Garapuá investigam a chegada de empreendimentos turísticos em sua comunidade, refletindo sobre a preservação do território e identidade. . O curta foi realizado coletivamente pelos jovens das oficinas "Cinema e Sal" , projeto de Cinema Comunitário e Educação Popular no arquipélago de Cairu-Bahia.