Programa Cooperação Cisternas BRA 007-B

Ainda não entendeu como funciona uma sessão no Videocamp? Clique aqui!

Circuito Tela Verde - Ministério do Meio Ambiente Apresenta:

Programa Cooperação Cisternas BRA 007-B

Livre 2014 26min

pt-br

É possível baixar o arquivo deste filme para sessões Videocamp. Organize sua sessão clicando aqui.

O vídeo mostra as ações desenvolvidas pelo Programa Cisternas BRA 007-B na busca da transformação social; a promoção e a valorização da água como um direito essencial à vida e à cidadania, bem como a compreensão e a prática da convivência sustentável e solidária com o semiárido brasileiro. Essas ações foram impulsionadas mediante a difusão de tecnologias sociais que têm no processo participativo as bases fundamentais das suas ações.

Dirigido por

Luis Tadeu Assad, Carla Gualdani, Milton Krugger Martins, Maiti Fontana e Arthur B. Senra

Produção

Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS)

Coprodução

--

Patrocínio

--

Apoio Oficial

--

Categoria

Documentário

5 Avaliação
8 Sessões
381 audiência
381 aud.total
  • Online (YouTube, Vimeo, etc)
  • Sessões Públicas via VIDEOCAMP
  • Cinema
  • Sob Demanda (iTunes, Now, etc)
  • Outras mídias (DVD, Blu-ray, mídia kit, etc)

Comentários

Ficha completa

Programa Cooperação Cisternas BRA 007-B (2014)

Classificação etária: Livre

É possível baixar o arquivo deste filme para sessões Videocamp. Organize sua sessão clicando aqui.

Dirigido por Luis Tadeu Assad, Carla Gualdani, Milton Krugger Martins, Maiti Fontana e Arthur B. Senra

Produção Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS)

Coprodução --

Patrocínio --

Apoio Oficial --

Categoria Documentário

Tema Questões sociais Meio ambiente

ODSs ODS 6 - Água Potável e Saneamento

Áudio e Legenda

Audio Portuguese BR

Legenda --

Closed Caption --

Audiodescrição --

Linguagem de Sinais --

Sinopse

O vídeo mostra as ações desenvolvidas pelo Programa Cisternas BRA 007-B na busca da transformação social; a promoção e a valorização da água como um direito essencial à vida e à cidadania, bem como a compreensão e a prática da convivência sustentável e solidária com o semiárido brasileiro. Essas ações foram impulsionadas mediante a difusão de tecnologias sociais que têm no processo participativo as bases fundamentais das suas ações.