#Ocupar Educa
Organize uma exibição

Ainda não entendeu como funciona uma exibição no Videocamp? Clique aqui!

Observatório Jovem Apresenta:

#Ocupar Educa

Livre 2016 11min

pt-br

pt-br

O download deste filme não está disponível. A exibição da obra só pode acontecer em locais com conexão à internet. Organize sua exibição clicando aqui.

Estudantes da rede estadual de educação do Rio de Janeiro narram experiências de luta pela melhoria da qualidade da escola que ocorreu pela ocupação das mesmas, em 2016. A partir da provocação ao diálogo "Ocupar Educa?", respondem afirmativamente evidenciando a dimensão transformadora do processo.

Dirigido por

Paulo Carrano, Breno Bringel, Ana Karina Brenner, Luciano Dayrell

Produção

Observatório Jovem do Rio de Janeiro

ASDUERJ

Coprodução

LIDE (Laboratório da Imagem Documental em Educação/UFF), Laboratório de TV e Vídeo da FCS - UERJ

Patrocínio

--

Apoio Oficial

--

Categoria

Documentário

4,5 Avaliação
7 Exibições
169 audiência
917 aud.total
  • Online (YouTube, Vimeo, etc)
  • Exibições Públicas via VIDEOCAMP
  • Cinema
  • Sob Demanda (iTunes, Now, etc)
  • Outras mídias (DVD, Blu-ray, mídia kit, etc)

Comentários

Ficha completa

#Ocupar Educa (2016)

Classificação etária: Livre

O download deste filme não está disponível. A exibição da obra só pode acontecer em locais com conexão à internet. Organize sua exibição clicando aqui.

Dirigido por Paulo Carrano Breno Bringel Ana Karina Brenner Luciano Dayrell

Produção Observatório Jovem do Rio de Janeiro ASDUERJ

Coprodução LIDE (Laboratório da Imagem Documental em Educação/UFF), Laboratório de TV e Vídeo da FCS - UERJ

Patrocínio --

Apoio Oficial --

Categoria Documentário

Tema Direitos Humanos Educação Cultura

ODSs --

Áudio e Legenda

Audio Portuguese BR

Legenda Portuguese BR, Portuguese BR

Closed Caption --

Audiodescrição --

Linguagem de Sinais --

Sinopse

Estudantes da rede estadual de educação do Rio de Janeiro narram experiências de luta pela melhoria da qualidade da escola que ocorreu pela ocupação das mesmas, em 2016. A partir da provocação ao diálogo "Ocupar Educa?", respondem afirmativamente evidenciando a dimensão transformadora do processo.