Noia
Quero organizar uma exibição

Ainda não entendeu como funciona uma exibição no Videocamp? Clique aqui!

Agência Pública Apresenta:

Noia

Livre 2016 15min

pt-br

en

O download deste filme está disponível para exibições via Videocamp. Organize sua exibição clicando aqui.

Ver trailer
Um mergulho no universo da Cracolândia, em São Paulo a partir do programa "De Braços Abertos". “Cracolândia” é uma rua no centro da cidade onde há cerca de dez anos se concentram usuários de crack, chegando a reunir 800 pessoas simultaneamente, muitas vivendo permanentemente no local. Implantado pela prefeitura de São Paulo em 2014, o programa atende usuários de crack oferecendo alimentação, moradia e trabalho remunerado. O programa é de redução de danos – não exige que seus beneficiários realizem tratamento para a dependência química – o que gera grande polêmica. “Noia” retrata o programa e a região pela visão dos atendidos pelo programa – não há entrevistas com gestores ou especialistas; apenas usuários de crack foram entrevistados.

Dirigido por

Sofia Amaral

Produção

Agência Pública de Jornalismo Investigativo

Coprodução

Canal Futura

Patrocínio

--

Apoio Oficial

--

Categoria

Documentário

5 Avaliação
13 Exibições
205 audiência
205 aud.total
  • Online (YouTube, Vimeo, etc)
  • Exibições Públicas via VIDEOCAMP
  • Cinema
  • Sob Demanda (iTunes, Now, etc)
  • Outras mídias (DVD, Blu-ray, mídia kit, etc)

Comentários

Ficha completa

Noia (2016)

Classificação etária: Livre

O download deste filme está disponível para exibições via Videocamp. Organize sua exibição clicando aqui.

Dirigido por Sofia Amaral

Produção Agência Pública de Jornalismo Investigativo

Coprodução Canal Futura

Patrocínio --

Apoio Oficial --

Categoria Documentário

Tema Direitos Humanos Saúde pública

ODSs --

Áudio e Legenda

Audio Portuguese BR

Legenda English

Closed Caption --

Audiodescrição --

Linguagem de Sinais --

Sinopse

Um mergulho no universo da Cracolândia, em São Paulo a partir do programa "De Braços Abertos". “Cracolândia” é uma rua no centro da cidade onde há cerca de dez anos se concentram usuários de crack, chegando a reunir 800 pessoas simultaneamente, muitas vivendo permanentemente no local. Implantado pela prefeitura de São Paulo em 2014, o programa atende usuários de crack oferecendo alimentação, moradia e trabalho remunerado. O programa é de redução de danos – não exige que seus beneficiários realizem tratamento para a dependência química – o que gera grande polêmica. “Noia” retrata o programa e a região pela visão dos atendidos pelo programa – não há entrevistas com gestores ou especialistas; apenas usuários de crack foram entrevistados.