Como é bom ser Bom (Santos Film Fest)

Ainda não entendeu como funciona uma sessão no Videocamp? Clique aqui!

Santos Film Fest Apresenta:

Como é bom ser Bom (Santos Film Fest)

Livre 2017 15 min

pt-br

Não é possível baixar o arquivo deste filme. A sessão da obra só pode acontecer em locais com conexão à internet. Organize sua sessão clicando aqui.

Durante um passeio de bicicleta pela cidade, um avô conta, ao seu neto de doze anos, a história de Dona Nízia com o médico e poeta José Martins Fontes. O roteiro é baseado na história real de uma mulher viúva e mãe de quatro crianças, que não tinha recursos para pagar pelo tratamento de uma grave doença. No seu consultório particular, o Dr. Martins Fontes praticava a verdadeira filantropia, recebendo e tratando pacientes com baixo poder aquisitivo e não cobrando as consultas. Dona Nízia fazia e vendia queijadinhas para sobreviver e só podia “pagar” pelo seu tratamento médico oferecendo queijadinhas a Martins Fontes. Esta história foi realmente contada ao avô (ator Osvaldo Araújo) por seu amigo Durval Siqueira, que, quando era adolescente, trabalhava ao lado do consultório de Martins Fontes e também foi personagem da história.

Dirigido por

Carlos Oliveira

Produção

Santos Film Fest

Coprodução

--

Patrocínio

--

Apoio Oficial

--

Categoria

Ficção

0 Avaliação
0 Sessões
0 audiência
0 aud.total
  • Online (YouTube, Vimeo, etc)
  • Sessões Públicas via VIDEOCAMP
  • Cinema
  • Sob Demanda (iTunes, Now, etc)
  • Outras mídias (DVD, Blu-ray, mídia kit, etc)

Comentários

Ficha completa

Como é bom ser Bom (Santos Film Fest) (2017)

Classificação etária: Livre

Não é possível baixar o arquivo deste filme. A sessão da obra só pode acontecer em locais com conexão à internet. Organize sua sessão clicando aqui.

Dirigido por Carlos Oliveira

Produção Santos Film Fest

Coprodução --

Patrocínio --

Apoio Oficial --

Categoria Ficção

Tema Cultura Inspiração

ODSs --

Áudio e Legenda

Audio Portuguese BR

Legenda --

Closed Caption --

Audiodescrição --

Linguagem de Sinais --

Sinopse

Durante um passeio de bicicleta pela cidade, um avô conta, ao seu neto de doze anos, a história de Dona Nízia com o médico e poeta José Martins Fontes. O roteiro é baseado na história real de uma mulher viúva e mãe de quatro crianças, que não tinha recursos para pagar pelo tratamento de uma grave doença. No seu consultório particular, o Dr. Martins Fontes praticava a verdadeira filantropia, recebendo e tratando pacientes com baixo poder aquisitivo e não cobrando as consultas. Dona Nízia fazia e vendia queijadinhas para sobreviver e só podia “pagar” pelo seu tratamento médico oferecendo queijadinhas a Martins Fontes. Esta história foi realmente contada ao avô (ator Osvaldo Araújo) por seu amigo Durval Siqueira, que, quando era adolescente, trabalhava ao lado do consultório de Martins Fontes e também foi personagem da história.