Aldeia do Cachimbo
Quero organizar uma sessão

Ainda não entendeu como funciona uma sessão no Videocamp? Clique aqui!

Mensagens da Terra Apresenta:

Aldeia do Cachimbo

Livre 2020 14 min

pt-br

Não é possível baixar o arquivo deste filme. A sessão da obra só pode acontecer em locais com conexão à internet. Organize sua sessão clicando aqui.

Ver trailer
O documentário ALDEIA DO CACHIMBO revela os indígenas narrando a reconquista de seu território e partilhando o prazer da vitória, que é viver hoje juntos em uma mesma aldeia. O filme foi realizado em processo de cocriação, entre vários indígenas e três não indígenas que vivenciaram 15 dias na aldeia.

Dirigido por

Maria Pankararu, Sebastian Gerlic, Mangtxay Imboré, Capile Imboré, Coletivo formado por 15 indígenas e convidando para co-direção a Sebastián Gerlic

Produção

Thydewa

Coprodução

Efeito Coletivo

Patrocínio

Fundação Cultural Estado da Bahia, Fundo de Cultura do Estado da Bahia

Apoio Oficial

--

Categoria

Documentário

0 Avaliação
2 Sessões
65 audiência
65 aud.total
  • Online (YouTube, Vimeo, etc)
  • Sessões Públicas via VIDEOCAMP
  • Cinema
  • Sob Demanda (iTunes, Now, etc)
  • Outras mídias (DVD, Blu-ray, mídia kit, etc)

Comentários

Ficha completa

Aldeia do Cachimbo (2020)

Classificação etária: Livre

Não é possível baixar o arquivo deste filme. A sessão da obra só pode acontecer em locais com conexão à internet. Organize sua sessão clicando aqui.

Dirigido por Maria Pankararu Sebastian Gerlic Mangtxay Imboré Capile Imboré Coletivo formado por 15 indígenas e convidando para co-direção a Sebastián Gerlic

Produção Thydewa

Coprodução Efeito Coletivo

Patrocínio Fundação Cultural Estado da Bahia, Fundo de Cultura do Estado da Bahia

Apoio Oficial --

Categoria Documentário

Tema Direitos Humanos Cultura Questões sociais

ODSs --

Áudio e Legenda

Audio Portuguese BR

Legenda --

Closed Caption --

Audiodescrição --

Linguagem de Sinais --

Sinopse

O documentário ALDEIA DO CACHIMBO revela os indígenas narrando a reconquista de seu território e partilhando o prazer da vitória, que é viver hoje juntos em uma mesma aldeia. O filme foi realizado em processo de cocriação, entre vários indígenas e três não indígenas que vivenciaram 15 dias na aldeia.