À Margem do Corpo
Organize uma exibição

Ainda não entendeu como funciona uma exibição no Videocamp? Clique aqui!

ImagensLivres Apresenta:

À Margem do Corpo

Livre 2006 43min

pt

en

O download deste filme não está disponível. A exibição da obra só pode acontecer em locais com conexão à internet. Organize sua exibição clicando aqui.

Ver trailer
A história se passa no interior de Goiás, entre os anos de 1996 e 1998. Deuseli tinha 19 anos quando foi brutalmente estuprada. Impedida de realizar o aborto, Deuseli encerra o primeiro ato da narrativa desaparecendo da cidade onde vivia. Meses depois, é protagonista de outro crime, só que agora como assassina da filha de 11 meses. Em um ritual, para alguns histérico, para outros satânico, Deuseli reproduz a cena do estupro e afoga a filha em uma banheira. Ela morre meses depois de causa desconhecida. Entre o estupro, o assassinato e a morte, a vida de Deuseli foi recontada por advogados, médicos e exorcistas.

Dirigido por

Debora Diniz

Produção

Fabiana Paranhos

Coprodução

--

Patrocínio

--

Apoio Oficial

--

Categoria

Documentário

5 Avaliação
4 Exibições
72 audiência
7,07 K aud.total
  • Online (YouTube, Vimeo, etc)
  • Exibições Públicas via VIDEOCAMP
  • Cinema
  • Sob Demanda (iTunes, Now, etc)
  • Outras mídias (DVD, Blu-ray, mídia kit, etc)

Comentários

Ficha completa

À Margem do Corpo (2006)

Classificação etária: Livre

O download deste filme não está disponível. A exibição da obra só pode acontecer em locais com conexão à internet. Organize sua exibição clicando aqui.

Dirigido por Debora Diniz

Produção Fabiana Paranhos

Coprodução --

Patrocínio --

Apoio Oficial --

Categoria Documentário

Tema Direitos Humanos

ODSs --

Áudio e Legenda

Audio Portuguese

Legenda English

Closed Caption --

Audiodescrição --

Linguagem de Sinais --

Sinopse

A história se passa no interior de Goiás, entre os anos de 1996 e 1998. Deuseli tinha 19 anos quando foi brutalmente estuprada. Impedida de realizar o aborto, Deuseli encerra o primeiro ato da narrativa desaparecendo da cidade onde vivia. Meses depois, é protagonista de outro crime, só que agora como assassina da filha de 11 meses. Em um ritual, para alguns histérico, para outros satânico, Deuseli reproduz a cena do estupro e afoga a filha em uma banheira. Ela morre meses depois de causa desconhecida. Entre o estupro, o assassinato e a morte, a vida de Deuseli foi recontada por advogados, médicos e exorcistas.