ImagensLivres

Em 2005, a Anis iniciou as atividades da ImagensLivres, produtora sem fins lucrativos especializada em temas de direitos humanos, em especial documentários e vídeos. Braço audiovisual da Anis, a ImagensLivres já produziu seis documentários, todos premiados em festivais no Brasil e no mundo. O primeiro deles, Uma História Severina, recebeu 17 prêmios nacionais e internacionais, entre eles o É Tudo Verdade, em 2006, e o Prêmio Pierre Verger, em 2008. O filme foi uma das peças fundamentais de advocacy na ADPF 54, ação sobre anencefalia apresentada ao Supremo Tribunal Federal. Sobre o mesmo tema, a ImagensLivres também produziu Quem são elas? e Habeas Corpus, ambos largamente utilizados em advocacy sobre direitos fundamentais das mulheres. Solitário Anônimo, também produzido pela ImagensLivres, recebeu 13 prêmios, incluindo o Prêmio Especial do Júri Oficial do XVII Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro, em 2007, e Menção Honrosa no V Encuentro Hispanoamericano de Cine y Video Documental Independiente: Contra el Silencio Todas las Vocês, realizado na Cidade do México em 2008. À margem do corpo, lançado em 2006, conta a história de Deuseli, jovem negra que foi estuprada e passou a sofrer diversos tipos de violência, desde a policial, da justiça, da saúde e do sistema prisional, até culminar em sua morte. O filme é largamente utilizado em salas de aula e debates sobre o tema da violência contra a mulher. Nosso filme mais recente, A Casa dos Mortos, lançado em 2009, foi realizado com recursos do Ministério da Saúde e apresenta o cotidiano da população do Hospital de Custódia e Tratamento de Salvador. O filme foi selecionado para mais de 60 festivais nacionais e internacionais nos quais é ganhador de 23 prêmios, e já foi visto mais de 40.200 vezes na internet. O filme serviu de alerta para o Ministério da Justiça e o Conselho Nacional de Justiça. Com as violações de direitos humanos mostradas no filme, o CNJ incluiu os manicômios judiciários nos mutirões carcerários. Além disso, o Ministério da Justiça encomendou à Anis o primeiro “Censo nos estabelecimentos de custódia e tratamento psiquiátrico do Brasil”, realizado em 2011 e publicado em 2013. Os filmes da ImagensLivres receberam mais de 50 prêmios nacionais e internacionais e foram exibidos em 23 países: Brasil, Holanda, Espanha, Itália, Suíça, Alemanha, Portugal, Ucrânia, Índia, Polônia, França, México, EUA, Argentina, China, Bélgica, Canadá, Moçambique, Reino Unido, Finlândia, Coréia do Sul, Estônia, Costa Rica.

Filmes

2005 · 23 min

Documentário

Severina é uma mulher que teve a vida alterada pelos ministros do Supremo Tribunal Federal. Ela estava internada em um hospital do R...

Uma História Severina

2009 · 24 min

Documentário

Bubu é um poeta com diversas internações em manicômios judiciários. Ele desafia o sentido dos hospitais-presídios, instituições híbr...

A Casa dos Mortos

2007 · 18 min

Documentário

Um idoso deitado na grama à espera da morte. No bolso, um bilhete anunciava ser de terras distantes. Não havia documentos ou posses....

Solitário Anônimo

2005 · 20 min

Documentário

O documentário acompanha o sofrimento de Tatielle, uma jovem mulher de Morrinhos, interior de Goiás. Grávida de 5 meses de um feto q...

Habeas Corpus

2006 · 43 min

Documentário

A história se passa no interior de Goiás, entre os anos de 1996 e 1998. Deuseli tinha 19 anos quando foi brutalmente estuprada. Impe...

À Margem do Corpo

2006 · 20 min

Documentário

Em julho de 2004, a Justiça brasileira autorizou que mulheres grávidas de fetos sem cérebro interrompessem a gestação. Durante quatr...

Quem são elas?