Preta - Narrativas Multimídia  Apresenta

USP 7%

2015 · 15 min
pt
Ver trailer

Avalie

4,5 Avaliação
116 Exibições
3,34 K audiência
3,34 K aud.total

Audiência total

  • Online (YouTube, Vimeo, etc)
  • Exibições Públicas via VIDEOCAMP
  • Cinema
  • Sob Demanda (iTunes, Now, etc)
  • Outras mídias (DVD, Blu-ray, mídia kit, etc)

Sinopse

Quatro relatos da luta contra o racismo estrutural, passando por diferentes gerações e pontos de vista. A mobilização em favor da implantação das cotas raciais em uma das mais importantes universidades do país.

Produção

Dirigido por

Apresentado por

Ministério da Cultura

Classificação indicativa

Livre

Seja responsável pela mudança. Contribua com essa causa.

Todas as informações desta página são de responsabilidade do detentor dos direitos do filme.

PRÓXIMAS SESSÕES PÚBLICAS PELO VIDEOCAMP

01/Mar

Quinta-feira
17:00
Centro de Artes e Comunicação da UFPE - Av. da Arquitetura, S/n - Campos Universitários, Recife - PE, 50740-550, Recife, Pernambuco, Brazil

Críticas

“A estudante, trabalhadora e militante do Núcleo de Consciência Negra da própria universidade aponta para a diferença entre a preparação de vestibulandos que vêm de camadas privilegiadas em relação a outros concorrentes, como ela mesmo, negra e oriunda de camadas populares. A emoção e o conhecimento de causa nas falas, bem como o nervosismo da jovem nos levam a uma visão muito próxima da questão.”

por Armando Manoel

“Entre outras discussões, o filme aborda também a fragilidade do discurso da meritocracia dentro de uma sociedade profundamente marcada pela desigualdade de acesso, como é a brasileira”

por Thais Paiva

“"Ótima reflexão sobre o racismo enraizado no cotidiano da Universidade de São Paulo, uma das mais tradicionais da terra da garoa. A objetividade e a clareza da linguagem, somadas à pungência dos relatos, garantiram a maior salva de palmas da noite"”

por Marcelo Müller

“"ausa e consequência da ausência de negros na USP, sintomática sobre o racismo velado no Brasil, é comentada por educadores, alunos e vestibulandos que não só enxergam, como sentem na pele os efeitos da discriminação. Um filme importante, conduzido com a devida sobriedade e contundência"”

por Rodrigo Torres

Comentários